Print Friendly, PDF & Email

Compreender as mucosas

Situadas no prolongamento da pele, as mucosas desempenham um papel de protecção do organismo contra as agressões exteriores. A maioria delas segrega uma substância espessa e viscosa, o muco, ao qual devem o seu nome.

Localização das mucosas

As mucosas são tecidos finos e flexíveis que revestem as cavidades do organismo que se encontram no prolongamento da pele estão abertas para o ambiente exterior.

Encontram-se mucosas em cinco zonas do corpo:
• No sistema digestivo, da boca ao ânus.
• No sistema respiratório, das narinas aos pulmões.
• No sistema urogenital: uretra, bexiga, ureter, o útero e vagina nas mulheres e o pénis nos homens.
• No interior das pálpebras.
• No interior das orelhas.

Estrutura das mucosas
As mucosas são estruturadas em três camadas:

• À superfície há uma primeira camada de tecido epitelial, composto por células estreitamente compactas, umas contra as outras. A forma e a organização das células epiteliais variam segundo a sua localização.

• O tecido epitelial tem como base no córion, um tecido de apoio constituído por fibras conjuntivas e fibras elásticas. Esta camada é coberta por uma rede de vasos sanguíneos que permitem alimentar tanto o tecido epitelial como absorver determinadas substâncias.

• E por último, a camada mais profunda das mucosas é constituída por células musculares.

Função das mucosas

As mucosas têm um papel primordial na protecção do organismo face aos agentes exteriores nocivos. Esta protecção é feita de duas maneiras:

• Pela sua estrutura densa, o tecido epitelial das mucosas forma uma protecção que impede a penetração das substâncias patogénicas.

• Paralelamente, a maioria das mucosas segregam o muco, uma substância viscosa que as tornam permanentemente húmidas. Este gel espesso, produzido pelas células do tecido epitelial chamadas as caliciformes, contem antibióticos naturais chamados defensinas. Assim, os agentes patogénios (vírus, bactérias..) que tentam penetrar na mucosa são ao mesmo tempo retidos pelo muco como atacados pelas defensinas. Apenas as mucosas das vias urinárias são desprovidas de muco, pois são constantemente banhadas pela urina que é estéril.

Algumas mucosas têm também um papel de absorção. Assim, as mucosas do tubo digestivo são capazes de absorver uma parte dos nutrientes que são transmitidos ao organismo. As mucosas nasais, pontilhadas por numerosos pêlos curtos, têm também como função travar uma parte das poeiras inaladas.

Descubra a nossa solução: as alteraçāoes das mucosas intimas.